7 erros que destroem seu carro: confira os principais

Primeiramente, é bom ressaltar que tudo na vida requer cuidados, assim como ter um carro, o qual precisa ter muitos cuidados especiais para evitar os 7 erros que destroem seu carro.

7 erros que destroem seu carro
(7 erros que destroem seu carro; Fonte: Google)

Nesse sentido, as montadoras de carros sempre sugerem que a manutenção preventiva seja feita para evitar os hábitos que destroem o seu carro.

No entanto, muitos motoristas decidem por economizar e não realizam a manutenção preventiva, fazendo com que a conta venha maior no médio e longo prazo.

Principais erros que destroem seu carro

Para evitar que a conta de despesas e custos cheguem alto por não realizar a manutenção ou por tomar os cuidados necessários, veja a seguir todos os principais erros que destroem seu carro:

1. Estacionar com o pneu encostado na guia

Nesse sentido, para começar a lista dos 7 erros que destroem seu carro, temos aqui um dos piores erros e mais simples de ser cometido: estacionar com o pneu encostado na guia.

O que você precisa entender, nesse caso, é que se “apoiar” o pneu do seu carro de maneira frontal contra a guia ou até mesmo contra o meio fio, vai ocorrer uma compressão excessiva da banda de rodagem e costado (lateral do pneu) contra a roda.

Nesse sentido, podemos dizer que esse erro, uma hora ou outra vai acabar afetando completamente a estrutura do pneu, podendo até mesmo acontecer formação de bolhas e o desbalanceamento das rodas.

Dessa forma, pode ter certeza que a melhor opção é manter uma distância da guia de pelo menos 30 cm, conforme a recomendação de especialistas no assunto.

Ao realizar esse procedimento, você ficará livre do primeiro erro dos vários que podem te custar muito dinheiro lá na frente.

2. Passar em lombadas ou valetas na diagonal

Por conseguinte, temos aqui um dos erros mais cometidos pelos brasileiros no trânsito, sendo o ato de passar em lombadas ou valetas na diagonal.

Muitas pessoas acham que essa atitude não muda nada no carro, muito pelo contrário, pensam que isso é uma das formas mais simples de passar por lombadas ou valetas.

No entanto, o problema é bastante grave no longo prazo, podendo comprometer vários componentes da suspensão como buchas, molas, coxins, amortecedores e rolamentos.

Tudo isso envolvido durante várias vezes ao dia ou na semana, até mesmo no mês, podem resultar em empenamento, folgas excessivas, rangidos e até quebras. Com isso, evite ao máximo essa atitude.

3. Troca do óleo do câmbio automático

Em terceiro ponto, seguindo pela lista dos 7 erros que destroem seu carro, temos aqui a troca de óleo do câmbio automático. Esse é um dos erros que muitos brasileiros se perdem e não sabem o que fazer.

Tudo isso porque a ideia gira em torna de como é recomendado pelas empresas, onde essa condição pode ser ou não viável. Algumas empresas afirmam que aconteça a troca, em média, a cada 40 mil km.

No entanto, existem outras empresas que dizem que não é necessário realizar a troca de óleo do câmbio automático, por conta do serviço durar a vida inteira.

Por fim, a dica aqui é seguir a recomendação da sua fabricante, não indo pelo ouvido de outros.

4. Descer as ladeiras em ponto morto ou N

Primeiramente, podemos afirmar que o quarto erro é basicamente um tiro no pé. Muitos motoristas acreditam que descer ladeiras em ponto morto ou N vai economizar combustível, uma tremenda mentira.

Tudo isso porque acreditam que o carro vai ficar mais leve e assim, gastará menos gasolina, mas não é bem assim que funciona, além do que isso pode afetar completamente seu carro.

Por isso, entenda que ao utilizar bastante os freios, nesse caso, a estabilidade do carro e o superaquecimento por comprometer o restante do conjunto de discos e pastilhas.

Com isso, você pode imaginar o que pode acontecer: acidentes graves. Nesse sentido, nunca faça essa erro, pois pode custar muito mais caro do que dinheiro.

Para esse caso em específico, foque sempre em utilizar o freio motor em descidas, além de sempre prestar atenção para reduzir uma marcha, evitando que os freios sejam recrutados.

5. Segurar a direção no fim do curso por muito tempo ao manobrar

Em quinta posição dos 7 erros que destroem seu carro, temos um comum fato, o de segurar a direção até o fim do curso por muito tempo, no momento da manobra.

Poucas pessoas sabem que uma simples atitude como essa pode colocar em jogo muitas peças do seu carro e lá na frente gerar um boleto de alto valor para você pagar.

Nesse sentido, para você ter ideia um pouco do prejuízo, veja a seguir os componentes que podem ter sua vida útil em cheque ao fazer isso: junta homocinética afetada, desgaste da bomba da direção e retentores dos modelos equipados com direção hidráulica.Dss

Dessa forma, com base no que pode ser danificado, dá para ter uma pequena noção da quantidade de dinheiro que terá que pagar para consertar tudo.

Por isso, a recomendação é não ter pressa e não forçar o volante, realizando manobras em velocidades médias.

6. Apoiar a mão na manopla de câmbio

Chegando ao final da lista, temos em sexta colocação um dos principais hábitos que destroem seu carro, mas você não tem nenhuma noção disso.

Com isso, podemos afirmar que, mesmo parecendo algo bobo, tem alto impacto no seu carro e claro, no seu bolso. Portanto, nunca apoie sua mão no câmbio, pois o peso das mãos podem forçar as engrenagens e comprometer o sistema como um todo.

Além disso, ao fazer isso, os elementos da caixa de câmbio, como engrenagens e sincronizadores, podem ser bastante afetados e impactar no rendimento do seu carro

7. “Segurar” o carro nas ladeiras só com a embreagem ou na posição Drive

Finalmente, para fechar a lista dos 7 erros que destroem seu carro, temos aqui o fato de “segurar” o carro nas ladeiras apenas com a embreagem ou na posição drive.

Muitos brasileiros fazem isso e não sabem o tamanho do impacto que pode ter no seu carro. Não importa o tempo que você deixa o seu carro engatado nos aclives até sair, essa atitude acaba com o seu carro.

Com isso, podemos afirmar que todo o sistema de embreagem e do câmbio podem ir para o ralo nessa brincadeira, o que pode custar uma boa quantia em dinheiro – mesmo em carros automáticos.

Por fim, a dica é sempre manter o pé no freio ou até mesmo, deixar o freio de mão puxado quando o veículo estiver parado.